Bem Vindo Visitante 8488408. Hoje é Quinta-Feira, 23 de Outubro de 2014· PESQUISAR · SITEMAP · VERSÃO INGLÊS

Produced by Adrian Frey   |   Developed by Claudio Fauvrelle
Vodacom Mozambique
 
KPMG Mozambique
 
Publicidade
Anuncie Aqui!

Motorcare Moçambique
Crystal Smile
 
Últimos Classificados

Salgados Caseiros (60)
Para Aluguer: Escritórios Modernos E Mobilados (332)
Mitsubishi Pajero Io (692)
Oferta De Trabalho Na Escola Françesa De Maputo (1216)
Terrenos No Bilene (1117)
1999 Honda Crv (849)


Últimos Concursos

Prestação De Serviços, Empreitada De Obras, E Fornecimento
Construção Da Residência Protocolar Da Dpturi
Reabilitação Da Residência Da Dpji
 

Moçambique Câmbios

MoedaCompraVenda
EUR39,2539,51
USD30,7630,96
ZAR2,792,80

Data: 22/10/2014
Fonte: Banco Moçambique
Admin LogIn
Username

Password



Noticias para Economia E Negócios

Capitais provinciais ligadas por fibra óptica




Ouvir com webReader
Enviar a um Amigo!


Publicidade




clubofmozambique (2009-05-07) As capitais provinciais de Moçambique estão desde quarta-feira ligadas por fibra óptica após a inauguração da última etapa do programa de desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação em Lichinga, capital do Niassa, informou o jornal Notícias, de Maputo.

O custo deste projecto, cujos trabalhos iniciam em Julho próximo, com a duração de 26 meses, está avaliado em 21 milhões de euros ou cerca de 777 milhões de meticais.

Joaquim de Carvalho, presidente da empresa Telecomunicações de Moçambique, disse que os trabalhos de construção da espinha dorsal da rede nacional de transmissão começaram em Outubro de 2000, quando se fez, pela primeira vez, a ligação entre Maputo e Beira através de um cabo submarino de fibra óptica, com pontos de amarração em Xai-Xai, Inhambane e Vilankulo, ao que se seguiu a ligação, em 2005, do troço Beira/Caia/Quelimane.

Carvalho disse ainda que em 2006 arrancou a ligação Quelimane/Mocuba/Nampula/Cuamba, que viria a terminar em Dezembro do ano seguinte, tendo a última fase comportado a ligação Chimoio/Tete/Caia/Nampula/Cuamba/Lichinga.

Referindo-se à importância deste projecto, Joaquim de Carvalho afirmou que "a rede nacional de transmissão em fibra óptica permite que a empresa possa oferecer aos seus clientes, nomeadamente operadores de telecomunicações móveis, estações de televisão e rádio, instituições do Estado, empresas e a cidadãos em geral serviços de comunicações rápidos e fiáveis”.

O presidente da empresa Telecomunicações de Moçambique informou ainda ter sido já assinado e garantido financiamento para a execução do projecto de redundância, um projecto que, segundo afirmou, vai permitir que, em caso de corte ou avaria em qualquer ponto, existam rotas alternativas que garantam que o tráfego continue a fluir sem problemas.

O custo deste projecto, cujos trabalhos iniciam em Julho próximo, com a duração de 26 meses, está avaliado em 21 milhões de euros ou cerca de 777 milhões de meticais.


Pin It




Comentar Print this article | Esta notícia foi lida : 10739 vezes.

Publicidade
Anuncie Aqui!

BeForward Japanese Used Cars
Parceiros


Vodacom Moçambique


Cardoso Hotel


MMO, Mozambique Managed Offices Lda


Internet Solutions


Frexpo


Pam Golding Mozambique


Combustíveis
Gasolina Diesel
MT47.52 p/litro* MT36.81 p/litro*

* preços vàlidos para Maputo, Beira e Nacala

O Governo alterou os preços no dia 06/07/2011
Visto melhor com uma resolução de 1024x768 px.
   WAP Enabled