Bem Vindo Visitante 7934434. Hoje é Terça-Feira, 29 de Julho de 2014· PESQUISAR · SITEMAP · VERSÃO INGLÊS

Produced by Adrian Frey   |   Developed by Claudio Fauvrelle

 
KPMG Mozambique
 
Publicidade
Anuncie Aqui!

Motorcare Moçambique
 
Últimos Classificados

Oportunidade De Carreira (19)
Professor De Piano E Pianista (706)
Vende-se Máquinas De Processamento De Caju / Compressoras / Gerador 300kw (574)
Toyota Hilux Surf. 3.0 Turbo Diesel. 1993 (851)
Vaga Na Frexpo: Office Manager (996)
Venda De Viatura: Nissan Hardbody 3.2d (1174)


Últimos Concursos

Fornecimento De Géneros Alimentícios, Material De Higiene E Limpeza, Material De Escritório E Fornecimento De Combustíveis E Lubrificantes
Fornecimento De Aparelhos Gps, Materiais Para Medição Geológica E Montagem De Grades
Concurso Para A Construção E Montagem Do Eco-saneamento E Sistema Potável Para Terra Verde Do Instituto Agrário De Bilibiza No Distrito De Quissanga
 

Moçambique Câmbios

MoedaCompraVenda
EUR41,0141,28
USD30,4630,66
ZAR2,892,91

Data: 24/07/2014
Fonte: Banco Moçambique
Admin LogIn
Username

Password



Noticias para Moçambique

Inhambane: Macaco-cão é tido como autor da violação de catorze mulheres




Ouvir com webReader
Enviar a um Amigo!


Publicidade
Hotel Cardoso




(2011-09-28) Um suposto macaco-cão está a criar pânico na vila de Mabote, norte da província de Inhambane, onde são reportadas agressões e violações sexuais. Supõem-se que o animal pertence a um casal de curandeiros. As violaçõe ocorrem à calada da noite, segundo relatos populares.

O chefe da zona "D", no bairro Eduardo Mondlane, na vila de Mabote, diz estar preocupado com a onda de violações sexuais de mulheres, protagonizadas pelo macaco-cão, fenómeno que já levou algumas mulheres a abandonar as suas residências para evitar um eventual encontro com o violador.

Segundo Alfiado Zenafias, há duas semanas que não se dorme na zona "D" na sequência da movimentação do referido animal, que, ao que se conta, já violou catorze mulheres.

O Conselho Comunitário local, reunido de emergência, decidiu expulsar do distrito de Mabote o casal de curandeiros. Ambos são oriundos de Machavela, distrito de Homoíne. Residiam na vila de Mabote há um ano.

Moisés Mapulango Guambe e Elisa Massinguir, o casal de curandeiros, supostamente dono do macaco-cão, nega que o animal seja sua pertença admitindo que na zona haja muitos feiticeiros.

(Fonte: RM)


Pin It




Comentar Print this article | Esta notícia foi lida : 549 vezes.

Publicidade
Anuncie Aqui!

BeForward Japanese Used Cars
Parceiros


Vodacom Moçambique


Cardoso Hotel


Internet Solutions


Frexpo


Pam Golding Mozambique


LM Radio


Combustíveis
Gasolina Diesel
MT47.52 p/litro* MT36.81 p/litro*

* preços vàlidos para Maputo, Beira e Nacala

O Governo alterou os preços no dia 06/07/2011
Visto melhor com uma resolução de 1024x768 px.
   WAP Enabled