Bem Vindo Visitante 8484028. Hoje é Quarta-Feira, 22 de Outubro de 2014· PESQUISAR · SITEMAP · VERSÃO INGLÊS

Produced by Adrian Frey   |   Developed by Claudio Fauvrelle
Vodacom Mozambique
 
KPMG Mozambique
 
Publicidade
Anuncie Aqui!

Motorcare Moçambique
Crystal Smile
 
Últimos Classificados

Salgados Caseiros (53)
Para Aluguer: Escritórios Modernos E Mobilados (318)
Mitsubishi Pajero Io (676)
Oferta De Trabalho Na Escola Françesa De Maputo (1198)
Terrenos No Bilene (1106)
1999 Honda Crv (840)


Últimos Concursos

Prestação De Serviços, Empreitada De Obras, E Fornecimento
Construção Da Residência Protocolar Da Dpturi
Reabilitação Da Residência Da Dpji
 

Moçambique Câmbios

MoedaCompraVenda
EUR39,2539,51
USD30,7630,96
ZAR2,792,80

Data: 21/10/2014
Fonte: Banco Moçambique
Admin LogIn
Username

Password



Noticias para Moçambique

Descoberta de pinturas rupestres atrai curiosos a Mecubúri




Ouvir com webReader
Enviar a um Amigo!


Publicidade




clubofmozambique (2013-09-20) Duas novas pinturas rupestres acabam de ser descobertas em locais diferentes no interior do distrito de Mecubúri, província de Nampula. As referidas pinturas foram descobertas graças à colaboração das comunidades locais e as mesmas reflectem essencialmente o valor que o Homem da sociedade primitiva reservava à gastronomia baseada em produtos agrícolas locais.

Às pinturas recentemente descobertas foram dados os nomes de Tchahulo e Namulempwa, locais que distam da vila-sede distrital cerca de sete e 48 quilómetros, respectivamente. Há cerca de uma década tinham sido descobertas as pinturas de Chakota.

De acordo com Manuel Pedro, chefe da Repartição Cultural e Desporto no Serviço Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia no distrito de Mecubúri, a leitura que se faz ainda a respeito das pinturas ora descobertas naquela região interior de Nampula conclui que o Homem primitivo vinha desenvolvendo desde a sua existência esforços próprios para produzir os seus instrumentos agrícolas.

Esta reflexão baseia-se no facto de terem sido encontrados metais e pedra de um tipo que reúne características de serem resistentes, os quais foram usados para produzir instrumentos que possam ajudar a trabalhar a terra sem danos físicos, sobretudo membros superiores do homem.

“Confirma, de acordo com estudos preliminares realizados por técnicos do sector da cultura, entre outros, que a agricultura foi uma das primeiras actividades desenvolvidas pelo Homem visando garantir a sua sobrevivência num distrito iminentemente agrário, tendência que até nos dias de hoje prevalece no seio das comunidades, o que o torna um dos maiores produtores da província e nacional, sobretudo, na cultura do algodão” – referiu Manuel Pedro.

Figuras de produtos agrícolas alimentares como o cogumelo, mandioca, entre outros tubérculos, incluindo cereais, estão patentes nas pinturas rupestres de Tchahulo e Namulempwa.

Estão igualmente reflectidas naqueles locais pinturas de peles de animais ainda por descortinar, um facto que dá conta que a caça vinha sendo praticada com o intuito de o Homem se alimentar da sua carne e usar a pele dos animais que abatia para vestir.

Reforça essa convicção o facto de estarem expostas nas grutas instrumentos de caça e defesa em caso de guerra entre os homens, quer com animais considerados ferozes, flechas e azagaias, incluindo outros cuja utilidade está ainda por estudar.

Mecubúri, importa lembrar, é o distrito onde se localiza a maior reserva florestal e faunística do país. Confirma-se a existência até ao momento naquele local de animais como leões, leopardos, elefantes, além de gazelas, changos, macacos, cuja caça é feita de forma ilegal.

As pinturas rupestres ora descobertas permitem apurar que os primitivos já sentiam a necessidade de identificar instrumentos para avaliar monetariamente os produtos agrícolas, entre outros bens valiosos destinados à comercialização, porque nas cavernas foram identificadas pinturas nas paredes que reflectem números aritméticos.

Como forma de tirar proveito da sensibilidade que as comunidades demonstram com os locais históricos culturais que o distrito possui, as entidades distritais da Educação, Juventude e Tecnologia de Mecubúri mobilizam os jovens a desenvolver trabalhos que se traduzem na preservação das pinturas rupestres, sendo de destacar a abertura e manutenção das vias de acesso.

Para o efeito, foram criados núcleos que contam com jovens de ambos os sexos, os quais são dirigidos por anciãos e líderes tradicionais que assumem o papel de explicar aos estudantes universitários assim como aos turistas que escalam a região com o propósito de tomar conhecimento da realidade histórica ali patente, sobre a descoberta das pinturas rupestres sobre as quais fazem algumas interpretações empíricas.

Carlos Tembe, jornal Notícias


Pin It




Comentar Print this article | Esta notícia foi lida : 535 vezes.

Publicidade
Anuncie Aqui!

BeForward Japanese Used Cars
Parceiros


Vodacom Moçambique


Cardoso Hotel


MMO, Mozambique Managed Offices Lda


Internet Solutions


Frexpo


Pam Golding Mozambique


Combustíveis
Gasolina Diesel
MT47.52 p/litro* MT36.81 p/litro*

* preços vàlidos para Maputo, Beira e Nacala

O Governo alterou os preços no dia 06/07/2011
Visto melhor com uma resolução de 1024x768 px.
   WAP Enabled