Bem Vindo Visitante 8276641. Hoje é Sabádo, 20 de Setembro de 2014· PESQUISAR · SITEMAP · VERSÃO INGLÊS

Produced by Adrian Frey   |   Developed by Claudio Fauvrelle

 
KPMG Mozambique
 
Publicidade
Anuncie Aqui!

Motorcare Moçambique
Crystal Smile
 
Últimos Classificados

Mitsubishi Pajero Io (263)
Oferta De Trabalho Na Escola Françesa De Maputo (685)
Trabalhe Para O Unicef Moçambique: 11 Vagas Disponíveis Até 1 De Setembro (1034)
Terrenos No Bilene (724)
1999 Honda Crv (526)
Oportunidade De Carreira (1164)


Últimos Concursos

Provedor De Serviços De Assistência Social Na República Da África Do Sul No âmbito De Saúde
Colocação De Divisórias Nos Gabinetes
Sementes De Cereais E Leguminosas, Semente De Hortícolas
 

Moçambique Câmbios

MoedaCompraVenda
EUR39,5039,76
USD30,4730,67
ZAR2,792,81

Data: 18/09/2014
Fonte: Banco Moçambique
Admin LogIn
Username

Password



Noticias para Moçambique

Acidente do avião da LAM: Dezassete corpos ainda por identificar




Ouvir com webReader
Enviar a um Amigo!


Publicidade
Hotel Cardoso




clubofmozambique (2014-01-22) O INSTITUTO Nacional de Ciências Forense (NFSI) da Namíbia está a trabalhar no sentido de identificar os restos mortais de 17 das 33 vítimas do acidente do avião da companhia Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), ocorrido em Novembro do ano passado. O NFSI é a instituição responsável pela realização de testes, visando a identificação das vítimas do trágico acidente do voo TM 190 que fazia ligação Maputo-Luanda a 29 de Novembro, e que se despenhou no Parque Nacional de Bwabwata, Namíbia.

Falando há dias em conferência de imprensa realizada em Windhoek, a capital namibiana, o Director do NFSI, Paul Ludik, revelou que especialistas forenses identificaram mais sete corpos este mês, o que totaliza 16, o número de corpos encontrados desde o início do processo, no mês passado.
Citado pelo jornal local “The Namibian”, Ludik disse que a sua instituição está agora a lidar com “restos mortais fragmentados” de modo a identificar os 17 corpos que faltam e acredita que os testes já se encontram na “fase final”. Contudo, a fonte declinou-se a indicar as nacionalidades dos passageiros identificados até agora.

Refira-se que além dos seis membros da tripulação (todos moçambicanos), os 27 passageiros que seguiam a bordo do avião da LAM eram de nacionalidades moçambicana (10), angolana (nove), portuguesa (cinco), brasileira (um), chinesa (um) e francesa (um). Segundo o Director do NFSI, inicialmente, algumas famílias das vítimas opunham-se ao repatriamento dos corpos dos seus ente queridos, mas depois mudaram de decisão, embora algumas preferissem a recuperação de todos os restos dos corpos.

Por outro lado, a equipa de avaliação dos destroços do avião, que havia sido enviada ao local do acidente, no Parque Nacional de Bwabwata, já regressou a Windhoek, mas o Director de Investigação de Acidentes de Aviação no Ministério dos Transportes e Trabalho, o capitão Ericksson Nengola, disse que a mesma voltará ao terreno, já que o processo de recuperação dura entre 36 a 40 semanas.
Logo que terminar a pesquisa, será implementado o plano visando a remoção dos destroços, o que irá provavelmente acontecer em Fevereiro próximo.

O porta-voz da Polícia, o major-general James Tjivikua, disse ser importante notar que as pessoas que foram identificadas até à data haviam sido reservadas nas cadeiras de frente, do meio e de trás do avião”. Segundo a fonte, esse processo de identificação foi baseado em comparações de impressões digitais e os corpos encontrados são de cidadãos de “cinco ou seis países”.


(Fonte:AIM)



Pin It




Comentar Print this article | Esta notícia foi lida : 439 vezes.

Publicidade
Anuncie Aqui!

BeForward Japanese Used Cars
Parceiros


Vodacom Moçambique


Cardoso Hotel


Internet Solutions


Frexpo


Pam Golding Mozambique


LM Radio


Combustíveis
Gasolina Diesel
MT47.52 p/litro* MT36.81 p/litro*

* preços vàlidos para Maputo, Beira e Nacala

O Governo alterou os preços no dia 06/07/2011
Visto melhor com uma resolução de 1024x768 px.
   WAP Enabled