Bem Vindo Visitante 8509950. Hoje é Sabádo, 25 de Outubro de 2014· PESQUISAR · SITEMAP · VERSÃO INGLÊS

Produced by Adrian Frey   |   Developed by Claudio Fauvrelle
Vodacom Mozambique
 
KPMG Mozambique
 
Publicidade
Anuncie Aqui!

Motorcare Moçambique
Crystal Smile
 
Últimos Classificados

Salgados Caseiros (103)
Para Aluguer: Escritórios Modernos E Mobilados (359)
Mitsubishi Pajero Io (736)
Oferta De Trabalho Na Escola Françesa De Maputo (1266)
Terrenos No Bilene (1150)
1999 Honda Crv (887)


Últimos Concursos

Fornecimento De Bens, Manutenção E Reparação, Arrendamento De Imovel
Fornecimento De Bens E Prestação De Serviços Ao Estado
Prestação De Serviços, Empreitada De Obras, E Fornecimento
 

Moçambique Câmbios

MoedaCompraVenda
EUR38,9639,21
USD30,7730,97
ZAR2,812,83

Data: 24/10/2014
Fonte: Banco Moçambique
Admin LogIn
Username

Password



Noticias para Moçambique

Acidente do avião da LAM: Dezassete corpos ainda por identificar




Ouvir com webReader
Enviar a um Amigo!


Publicidade




clubofmozambique (2014-01-22) O INSTITUTO Nacional de Ciências Forense (NFSI) da Namíbia está a trabalhar no sentido de identificar os restos mortais de 17 das 33 vítimas do acidente do avião da companhia Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), ocorrido em Novembro do ano passado. O NFSI é a instituição responsável pela realização de testes, visando a identificação das vítimas do trágico acidente do voo TM 190 que fazia ligação Maputo-Luanda a 29 de Novembro, e que se despenhou no Parque Nacional de Bwabwata, Namíbia.

Falando há dias em conferência de imprensa realizada em Windhoek, a capital namibiana, o Director do NFSI, Paul Ludik, revelou que especialistas forenses identificaram mais sete corpos este mês, o que totaliza 16, o número de corpos encontrados desde o início do processo, no mês passado.
Citado pelo jornal local “The Namibian”, Ludik disse que a sua instituição está agora a lidar com “restos mortais fragmentados” de modo a identificar os 17 corpos que faltam e acredita que os testes já se encontram na “fase final”. Contudo, a fonte declinou-se a indicar as nacionalidades dos passageiros identificados até agora.

Refira-se que além dos seis membros da tripulação (todos moçambicanos), os 27 passageiros que seguiam a bordo do avião da LAM eram de nacionalidades moçambicana (10), angolana (nove), portuguesa (cinco), brasileira (um), chinesa (um) e francesa (um). Segundo o Director do NFSI, inicialmente, algumas famílias das vítimas opunham-se ao repatriamento dos corpos dos seus ente queridos, mas depois mudaram de decisão, embora algumas preferissem a recuperação de todos os restos dos corpos.

Por outro lado, a equipa de avaliação dos destroços do avião, que havia sido enviada ao local do acidente, no Parque Nacional de Bwabwata, já regressou a Windhoek, mas o Director de Investigação de Acidentes de Aviação no Ministério dos Transportes e Trabalho, o capitão Ericksson Nengola, disse que a mesma voltará ao terreno, já que o processo de recuperação dura entre 36 a 40 semanas.
Logo que terminar a pesquisa, será implementado o plano visando a remoção dos destroços, o que irá provavelmente acontecer em Fevereiro próximo.

O porta-voz da Polícia, o major-general James Tjivikua, disse ser importante notar que as pessoas que foram identificadas até à data haviam sido reservadas nas cadeiras de frente, do meio e de trás do avião”. Segundo a fonte, esse processo de identificação foi baseado em comparações de impressões digitais e os corpos encontrados são de cidadãos de “cinco ou seis países”.


(Fonte:AIM)



Pin It




Comentar Print this article | Esta notícia foi lida : 457 vezes.

Publicidade
Anuncie Aqui!

BeForward Japanese Used Cars
Parceiros


Vodacom Moçambique


Cardoso Hotel


MMO, Mozambique Managed Offices Lda


Internet Solutions


Frexpo


Pam Golding Mozambique


Combustíveis
Gasolina Diesel
MT47.52 p/litro* MT36.81 p/litro*

* preços vàlidos para Maputo, Beira e Nacala

O Governo alterou os preços no dia 06/07/2011
Visto melhor com uma resolução de 1024x768 px.
   WAP Enabled